• Para ver e sentir: texturas na decoração

    Julho16
    Uma boa decoração é composta por elementos visuais e sensoriais, que fazem a permanência de cada pessoa naquele ambiente se transformar em uma experiência. É justamente dentro dessa ideia que se encaixam as texturas. Presentes especialmente nas paredes, mas também no teto, piso e em objetos de decoração, quando bem trabalhadas, as texturas despertam sensações e enriquecem o decor.

    A aplicação de texturas é uma estratégia para trazer personalidade ao decor sem quebrar a harmonia. “Normalmente, trabalhamos com projetos mais neutros, tanto por serem atemporais, quanto pelo gosto dos nossos clientes. Ao trazermos texturas diferentes, o espaço ganha um toque a mais, sem necessariamente precisar adicionar cor, o que é muito interessante”, explicam as arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske.

    Vale lembrar que quando se fala em textura, nem sempre se trata apenas de uma aplicação na parede. “Quando colocamos um tapete felpudo em um quarto, é uma textura diferente que estamos inserindo para aquecer o ambiente, o mesmo vale para almofadas com alto relevo ou  mantas sobre a cama”, explicam. As arquitetas ressaltam que a textura pode estar em praticamente qualquer peça, o truque é colocar em um mesmo ambiente texturas diferentes, mas que conversem entre si.

    Sobre as texturas que estão em alta, Mariana e Carolina destacam os revestimentos em 3D. “São bem atuais, por isso, trazem imediatamente uma atmosfera contemporânea para os ambientes em que são inseridos”. As arquitetas reforçam que o revestimento 3D é democrático e versátil, podendo ser aplicado em banheiros, quartos e salas. Além disso, é possível encontrá-lo em diferentes padrões e formatos de linhas. “Se o objetivo for reforçar mais ainda o ar moderno do espaço, indicamos os padrões com desenhos geométricos”. 

    Ainda em relação às tendências, a textura de cimento queimado também continua no radar. “O estilo industrial de decorar promete seguir em evidência e o cimento queimado é uma das suas características”.

    Outra forma de levar uma textura visual a um espaço é por meios dos papéis de parede. “Existem papéis que recriam texturas, nesse caso, essa experiência sensorial acaba não sendo tão presente, mas se a ideia for apenas levar um elemento visual ao ambiente, eles também podem funcionar bem”.      
    Leia +
  • Iluminação ideal para cada ambiente

    Julho09
    Transformar uma simples construção em um lar é um processo que demanda muita dedicação e, acima de tudo, atenção para que todos os detalhes funcionem em conjunto. É por isso que, para valorizar a decoração de cada ambiente de uma casa e garantir que ele seja o mais funcional possível, existe um tipo de iluminação mais adequado. Esse é o nosso assunto de hoje! 

    Luz natural

    A primeira dica das arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske é valorizar e priorizar a iluminação natural sempre que possível! Além de ajudar a economizar, é uma forma de contribuir com a própria saúde, afinal, os raios solares contribuem para o aumento da concentração de vitamina D no organismo.

    Uma casa naturalmente iluminada, independente do cômodo, é sinônimo de bem-estar.

    Na cozinha

    A cozinha é um espaço de mais atividade, por isso, o ideal é investir em luz mais neutra que já é estimulante por si só. Também é importante apostar em uma iluminação bem uniforme e sem variações, para não interferir de forma prejudicial no preparo dos alimentos. Se a sua cozinha tiver uma bancada, também é interessante valorizar a iluminação nessa região.

    No banheiro

    Muita gente não dá a devida atenção que esse ambiente merece ao iluminá-lo, mas isso é um grande erro. Na bancada do banheiro, área com o espelho, são recomendadas lâmpadas de 4000K – esse número é a temperatura de cor medida em Kelvin, nesse caso, é uma lâmpada de coloração branca e neutra, similar à luz do dia, para não interferir nas cores da maquiagem, por exemplo.

    A iluminação central do banheiro pode ser com lâmpadas fluorescentes ou LED, que além de mais econômicas também têm uma boa durabilidade.

    Nos quartos

    O quarto é um ambiente de relaxamento, por isso, as luzes mais amareladas são indicadas por proporcionarem esse efeito. Para iluminar todo o ambiente, as luminárias estilo plafon são perfeitas, porque garantem uma distribuição uniforme e agradável. Se você tem o hábito de ler antes de dormir, também pode ser interessante ter uma luminária ao lado da cama, cuja intensidade possa ser controlada por um dimmer.

    Na sala

    Assim como os quartos, a sala de estar também é um ambiente para descanso, por isso, a luz mais amarelada também é válida. Nesse ambiente, investir em iluminação pontual para destacar quadros e outros objetos decorativos é uma excelente alternativa! Um bom exemplo são os nichos e prateleiras com fita de LED.
    Leia +